O que de fato é desenvolvimento de time?

O trabalho em equipe é um aspecto importante para quem busca o crescimento de qualquer empresa. Para isso, não basta apenas recrutar os melhores profissionais e agrupá-los em um mesmo grupo: é preciso estar atento ao desenvolvimento de time como um todo.

Nesse sentido, não basta nem que uma equipe tenha apenas boas habilidades nem que somente se relacione bem sem fazer seu trabalho. Esses dois fatores precisam estar combinados para que o ambiente corporativo seja harmônico e realmente gere bons resultados.

Pensando nisso, é importante que os líderes se mantenham atentos para garantir que esse equilíbrio ocorra. Para tanto, é preciso que todos os membros de um time tenham condições de crescer, tenham suas necessidades atendidas e saibam trabalhar juntos.

Caso queira alcançar essas condições no seu negócio, não perca tempo. Preparamos um conteúdo especial para melhorar o desenvolvimento do seu time. Para que você tivesse aceso às melhores informações, conversamos com Elaine Saad, Gerente Geral da YSC no Brasil, empresa parceira da 2GET. Confira!

O que é desenvolvimento de time?

A ideia principal acerca do conceito de desenvolvimento de time é a construção de um grupo de trabalho que tem os mesmos objetivos. Portanto, esse grupo acaba tendo as oportunidades ideais de crescimento, de acordo com as suas necessidades.

De acordo com Elaine, “o objetivo é fazer com que um grupo de pessoas funcione e trabalhe em prol de um objetivo de maneira unida, focada e pontual. É conseguir pensar como fazer o time mais efetivo”.

Nesse sentido, é importante pontuar que muitas vezes a empresa se dedica a encontrar profissionais capacitados, que são muito bons individualmente, mas alguns desses profissionais podem simplesmente não se entrosar no grupo e, por isso, não funcionar bem dentro dele.

Entretanto, isso não significa que esse profissional não é competente o suficiente, apenas que as suas características pessoais ou seu próprio estilo de ser podem não ser os mais adequados para um time específico.

A essa altura, você deve estar se perguntando qual seja a solução. Demitir? Não. Apesar de ser uma primeira ideia frequente entre os gestores de pessoas, desligar um bom profissional apenas porque ele não se entrosou inicialmente ao grupo representa um risco alto de perda de talentos para o mercado.

Para solucionar esse tipo de problema, existe o desenvolvimento de time. A partir dele, é possível estimular uma noção de trabalho em equipe e fazer com que as pessoas atuem em conjunto.

Qual é a importância disso para a gestão da empresa?

Como já foi dito, o trabalho em equipe tem o poder de gerar ótimos resultados e estimular o crescimento de uma empresa. Isso se deve ao fato das empresas, em sua grande maioria, serem formadas por um número significativo de pessoas, que precisam trabalhar em prol de um objetivo comum.

No entanto, conforme ressalta Elaine, é frequente que se formem “silos” dentro das empresas. Esses silos são agrupamentos competitivos que podem ser definidos por áreas, por exemplo, como os departamentos:

  • financeiro;
  • comercial;
  • de operações;
  • de suprimentos, entre outros.

Quando isso ocorre, cada líder se fecha em seu próprio silo e passa a trabalhar só com ele, como se cada área fosse independente das demais. Dessa forma, gestores, diretores e vice-presidentes passam a competir em defesa de suas áreas, tentando conseguir vantagens e, consequentemente, deixando de contribuir para o todo que é qualquer organização.

Este é o tipo de situação que ninguém quer para a sua empresa, pois pode gerar desmotivação e até afetar os índices de turnover. Por essa razão, é tão importante desenvolver os times de trabalho para que atuem de forma conjunta, cooperando e contribuindo entre si para avanços coletivos.

A partir desse método de gestão de equipes é possível fazer com que as pessoas se voltem todas para um mesmo propósito: o crescimento da empresa e não apenas o do seu grupo. Assim, o CEO passa a desempenhar a função de unir novamente as pessoas.

Portanto, fica clara a contribuição do desenvolvimento de times de trabalho, evitando a formação desses silos. Nas palavras de Elaine, a grande vantagem é que cada área “consiga pensar na companhia como um todo, e não só no que é importante para ela. São várias vantagens que, quando funcionam, são muito importantes para uma corporação”.

Muitas empresas contam com talentos importantes contratados, mas não conseguem fazer com que eles atuem juntos e estabeleçam relações sadias. Sob esse aspecto, o desenvolvimento de time evita um desgaste desnecessário de energia com pormenores que não têm a ver com os objetivos do negócio.

Como funciona a nossa metodologia?

A Amrop 2GET é uma empresa formada por empreendedores que pensam como donos do negócio e que acreditam que o fator-comum do sucesso empresarial são as pessoas que fazem parte dele. Por isso, a metodologia utilizada, por meio dos serviços da YSC, tem uma abordagem completa e bastante voltada para o fator humano.

O processo é dividido em 3 etapas:

  1. a entrevista inicial;
  2. o diagnóstico;
  3. o workshop.

Essas 3 etapas podem ser compreendidas melhor a seguir. Confira!

1. Entrevista inicial

A primeira entrevista é realizada com a pessoa responsável pelo time — o gestor ou líder. Nessa fase, o objetivo é descobrir, de fato, o que está acontecendo com o grupo, entender a situação e os principais problemas que ocorrem.

A partir disso, são delineados os pontos que o gestor ou o líder pretendem melhorar naquele grupo. Finalmente, é descoberto como, afinal, o responsável deseja desenvolver seu time.

2. Diagnóstico

A fase de diagnóstico é essencial para conhecer individualmente cada integrante do grupo e como ele se comporta. Para isso, são utilizadas pesquisas e até mesmo um assessment do que falta em termos de comportamento.

Elaine aponta algumas das ferramentas utilizadas nessa etapa, como MBTI — de levantamento de perfil pessoal — e perguntas 360 graus — todos respondem sobre todos do time. A partir das ferramentas iniciais, são direcionadas outras mais específicas e eficazes para cada caso.

O serviço é personalizado de acordo com a realidade de cada empresa. Por isso, permite uma precisão maior e uma solução mais acertada dos problemas inerentes ao grupo. A partir disso, passa a ser preparado o team building e a próxima fase.​

3. Workshop

Na última etapa, todos os colaboradores são convidados a participar de um workshop externo realizado geralmente um hotéis. Os trabalhos são realizados entre 1 e 3 dias — dependendo da disponibilidade da empresa e do seu interesse em aprofundar os resultados.

De acordo com Elaine, nesse dia ocorrem diversas discussões, reflexões e a construção de planos de ação. As pessoas são estimuladas a interagir umas com as outras, gerando feedbacks importantes para o fortalecimento da comunicação.

Apesar de acontecerem vários tipos de team buildings, a maior parte deles tem um mesmo objetivo. Dessa forma, quando voltam para a rotina de trabalho, os times estão mais fluidos e integrados, engajados a objetivos comuns.

Como você pôde ver ao longo deste conteúdo, o desenvolvimento de time é algo essencial para o sucesso da empresa e também para o dia a dia dos profissionais. A falta de uma estratégia em relação a isso pode acarretar dificuldades, como a desunião dos grupos de trabalho e a ineficiência das equipes.

Caso você reconheça algumas limitações na sua equipe e ficou interessado em realizar o desenvolvimento de time na sua empresa, não espere isso afetar seus resultados. Entre em contato conosco, tire todas as suas dúvidas e deixe-nos ajudar você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This