Por que o Onboarding e Offboarding são importantes?

Adotar boas práticas de gestão de pessoas é fundamental para o sucesso de uma empresa. Afinal, o capital humano é o principal responsável por aumentar a produtividade e construir a reputação de um negócio. Nesse contexto, há dois processos que merecem atenção especial: o Onboarding e Offboarding.

Os termos se referem, respectivamente, à integração e ao desligamento dos colaboradores. Conhecer esses conceitos e aplicá-los da maneira correta certamente trará grandes vantagens para a sua organização. Para ajudar você a entender a importância dessas práticas, montamos aqui um guia com tudo o que há de mais importante sobre o assunto. Quer saber mais? Então vamos começar:

O que é Onboarding?

Onboarding é um conjunto de procedimentos cujo objetivo é integrar, com qualidade, os novos funcionários à empresa. Normalmente, colaboradores recém-contratados demoram alguns meses para se sentir à vontade na organização, pois precisam se familiarizar com a cultura, com os processos e com os sistemas usados no dia a dia. A boa notícia é que existem algumas estratégias que podem reduzir esse tempo de adaptação.

Um bom Onboarding começa muito antes do primeiro dia de trabalho. A empresa deve expor seu DNA desde as primeiras entrevistas com os candidatos, a fim de atrair aqueles que mais se identificam com seus valores. Assim, quem for contratado já terá uma boa noção de como funcionam os processos internos.

Os documentos legais e o manual do funcionário devem ser enviados por e-mail antes do início das atividades. Isso serve para reduzir a burocracia e adiantar, para o colaborador, algumas normas da organização, evitando que ele seja bombardeado de informações durante as atividades de integração.

No primeiro dia de trabalho, os responsáveis pelo Onboarding devem apresentar as informações básicas de um modo dinâmico e fácil de entender. Para isso, o ideal é recorrer a vídeos e slides rápidos, que prendam a atenção do colaborador e não tomem muito do seu tempo.

É essencial que o RH e o líder da equipe ofereçam todo o suporte necessário em termos de equipamentos, suporte de TI, treinamentos e apresentação aos colegas de trabalho. O gestor deve acompanhar de perto o funcionário não só no primeiro dia, mas nos primeiros meses, dando feedbacks e orientações sempre que necessário. Dessa forma, será possível extrair o potencial máximo do colaborador o quanto antes.

O que é Offboarding?

Enquanto o Onboarding já é um processo conhecido e valorizado no mercado, ainda são poucas as empresas que se atentam ao Offboarding. O conceito diz respeito às boas práticas de desligamento de um funcionário, esteja ele saindo por vontade própria ou por iniciativa da organização.

Essa tendência surgiu devido à necessidade de as empresas trabalharem suas marcas como empregadoras (employer brand). Com as redes sociais, ficou muito mais fácil encontrar ex-funcionários relatando experiências negativas, por exemplo, principalmente sobre a forma como suas saídas foram conduzidas. Isso compromete a imagem da empresa e faz com que seja mais difícil atrair novos talentos. Por isso, cuidar do colaborador que está deixando a empresa é uma ótima maneira de evitar o problema!

Realizar um Offboarding adequado não é simples, pois o processo envolve muitas etapas. Se a demissão acontecer por iniciativa da empresa, é preciso ter argumentos claros ao comunicar o desligamento. Dessa forma, não haverá espaço para o funcionário se sentir injustiçado.

Tenha em mãos toda a documentação necessária, explique os direitos trabalhistas e oriente o funcionário sobre os próximos passos (exame demissional, homologação e retirada do FGTS e seguro-desemprego, etc.). Solicite também a entrega dos itens corporativos e comunique a decisão à equipe, permitindo que os funcionários atuantes consigam organizar suas demandas.

Aproveite a entrevista de desligamento para ouvir as opiniões do colaborador sobre a empresa. Essas informações certamente serão úteis para promover melhorias no ambiente de trabalho.

Por fim, ofereça a extensão de benefícios como vale-alimentação e plano de saúde, além de uma carta de recomendação para facilitar a recolocação do profissional no mercado. Tudo isso fará com que ele se sinta valorizado e saia com um bom conceito sobre a organização!

Qual é a importância do Onboarding e Offboarding?

Onboarding e Offboarding são práticas igualmente importantes em qualquer empresa. Ambas impactam positivamente o funcionamento da organização e a vida dos funcionários, podendo transformar completamente a forma como a companhia é vista no mercado. Confira abaixo alguns desses benefícios.

Redução do turnover

O Onboarding é uma ótima estratégia para reduzir o turnover, ou seja, a taxa de rotatividade de funcionários. Afinal, quando a empresa realiza um trabalho intenso para adaptar o colaborador à sua rotina, o senso de pertencimento aumenta, o que fortalece o vínculo entre o profissional e a organização.

Essa prática também possibilita uma enorme redução de gastos. Segundo um estudo americano realizado pela Sterling Talent Solutions, o custo médio para substituir um funcionário desligado fica entre 16% e 20% do seu salário anual. Vale mencionar que empresas que adotam práticas para manter a equipe satisfeita têm um turnover 31% menor em relação às outras.

Além da vantagem financeira, integrar os colaboradores adequadamente ajuda a manter o clima organizacional em alta e a tornar a equipe mais produtiva, já que seus membros trabalham juntos por mais tempo. Isso aumenta o nível de maturidade do time, o que faz toda a diferença nos resultados finais.

Melhoria na employer brand

Como vimos, tanto o Onboarding quanto o Offboarding são muito úteis na construção da marca de empregador, já que as duas práticas demonstram que a organização se preocupa em atender às necessidades dos seus profissionais.

Uma vez contratado, o funcionário sempre será um embaixador da empresa, mesmo depois da sua saída. Por isso é tão importante oferecer apoio também no desligamento. Deixar um colaborador ir embora insatisfeito é um dos piores erros que uma empresa pode cometer!

Com a internet, opiniões negativas se multiplicam e podem causar danos irreparáveis à reputação. Depoimentos no LinkedIn, Glassdoor ou Love Mondays dizem muito sobre as atitudes de uma empresa para com seus funcionários. Se as relações de trabalho forem bem conduzidas do início ao fim, certamente essas reviews serão positivas, o que fortalece a reputação da empresa.

Parceria com ex-funcionários

Quando a empresa conduz a saída de um funcionário positivamente, as partes podem manter contato e se beneficiar de ajuda mútua. A organização pode encaminhar o ex-colaborador para outras companhias por meio de indicações e recomendações. Por outro lado, o profissional pode acionar contatos e oferecer consultoria quando necessário.

Em muitos casos, funcionários que saíram por conta própria acabam até retornando em outro momento. Quando isso acontece, é sinal de que a parceria e o relacionamento foram construídos com excelência.

Agora que você já sabe tudo sobre Onboarding e Offboarding, que tal adotar estratégias para realizar esses processos com eficiência? Tenha em mente todas as vantagens que explicamos ao longo do artigo e mãos à obra: a imagem e os resultados da sua empresa certamente vão mudar para melhor.

Gostou desse post? Então assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gestão de pessoas diretamente no seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This